O que é importante para otimizar estoques

O que é importante para otimizar estoques

Uma das decisões mais críticas dos gestores de empresas de produtos é, com certeza, a gestão eficiente de estoque.

Uma gestão de estoque ineficiente causa muitos prejuízos para o negócio. Um cliente que vai até a loja e o vendedor diz que o produto está em falta pode inclusive, nunca mais procurar este canal de venda.  Por outro lado, estoque “encalhado”, significa dinheiro parado, o que também não é bom para a saúde financeira da empresa.

Para iniciarmos uma discussão sobre estoque é bom que façamos uma definição dos tipos de demandas existentes. A demanda perpétua é aquela em que o produto tem um giro constante, os clientes procuram e compram com frequência. A demanda sazonal é aquela em que as vendas acontecem em determinados períodos do ano, os clientes são motivados ou mais propensos a realizar a compra em alguns períodos, como por exemplo, venda de ar condicionado no verão. E, por fim, há a demanda irregular, caracterizada por uma procura esporádica, um produto de giro baixo, uma venda que acontece sem que possamos definir, exatamente, quando ela irá acontecer.

Em consequência destas classificações de demanda temos as classificações dos produtos como itens de demanda perpétua, itens de sazonalidade e itens de demanda irregular.

Para trabalharmos os aspectos relacionados à otimização de estoques vamos pensar sobre os itens que se encaixam nas demandas perpétua e sazonal, uma vez que os itens da demanda irregular não dispõem de logicas de comportamento de consumo que expliquem ou contribuam de maneira conclusiva para sua previsão de vendas.

Para sermos capazes de otimizar estoques, temos que compreender e avaliar o que chamamos de Parâmetros de Sistemas de Estocagem. Eles são os seguintes:

Ponto de Pedido

Frequência de re-suprimento

Estoque de segurança

Lead time do fornecedor

Tamanho do Lote

Previsão de Demanda

O ponto de pedido, parte de uma análise dos produtos de demanda perpétua que apresentam curvas de vendas diferentes apesar de terem vendas frequentes. Sendo assim, os itens são classificados como tipo A quando vendem mais, tipo B quando são médios em vendas e tipo C quando vendem menos. O ponto de pedido avalia o estoque com base em suas curvas de venda e é uma estratégia usada principalmente para os produtos do tipo A para definição de quando um novo pedido deve ser disparado. Sendo assim, quando o nível do estoque atinge um mínimo para cada tipo de produto, um novo pedido deve ser feito para que não haja risco de ruptura.

A frequência de ressuprimento, indica quando uma nova compra deve ser feita para completar o estoque dos itens dos tipos B e C.

O estoque de segurança indica o número de unidades mínimo que deve haver em estoque para que se evite a ruptura.

O lead time do fornecedor sumariza os prazos de produção e entrega do produto de quem fornece o item.

O tamanho do lote define a quantidade de cada item que deve ser adquirida na compra

A previsão de demanda, partindo de dados históricos sobre as vendas de cada item, este parâmetro prevê a demanda que ele deve ter no futuro. Para itens de sazonalidade, são realizadas análises históricas de dados de vendas dos itens no período em que acontece a venda sazonal e estipulada uma previsão do volume que será vendido de cada item

Sistemas de ERP podem auxiliar muito na otimização de estoques, principalmente, por atribuírem agilidade de respostas nos processos de análises de dados históricos de estoques e vendas de itens de demanda perpétua ou sazonais.

Contudo, para se ter segurança de que os dados são confiáveis, relacionar as vendas dos produtos com o comportamento do consumidor , amarrar todos os parâmetros de estocagem de forma a obter um estoque otimizado , é muito importante  trabalhar com uma consultoria que possa avaliar e definir concretamente os tipos de itens, as margens  de contribuição associadas a cada um deles, e agir conforme o objetivo estratégico para fazer o  negócio crescer, prosperar.

A Solverus desenvolve a gestão de estoques utilizando ciência de dados e utiliza tecnologia de ponta para gerar as respostas necessárias para as decisões estratégicas sobre estoques.

No último trabalho realizado pela Solverus o cliente teve uma redução de valor em estoque de 20% sem ruptura e agora tem um estoque verdadeiramente otimizado. Converse conosco para tornar este objetivo, realidade na sua empresa. Saiba mais em www.solverus.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares