Diagnóstico empresarial

Diagnóstico empresarial

Diagnóstico empresarial

Será que sua empresa precisa de um diagnóstico empresarial? Porque você deveria “perder tempo com isso”? Essas são perguntas que devem passar pela sua cabeça quando alguém menciona esses termos, certo? 

O objetivo de realizar um diagnóstico para sua empresa é parecido com um diagnóstico médico. Ele não irá curar o seu negócio, o foco é prescrever uma receita, um guia, que irá de fato gerar os resultados que você espera. A situação atual da organização pode exigir uma recuperação judicial, que seria equivalente a uma UTI, um procedimento estético, como um “lipo”, ou simplesmente uma nova dieta alimentar e rotina de exercícios.

Mas existem vários diagnósticos disponíveis, qual usar? Antes, precisamos entender os tipos de diagnósticos disponíveis. Os diagnósticos podem ser pagos ou gratuitos, presenciais ou remotos, auto-avaliação ou auditoria, fins e meios, genéricos ou temáticos.

Qual diagnóstico contratar, pagos ou gratuitos? Os diagnósticos gratuitos são a porta de entrada para os serviços de consultoria. Nesse caso o objetivo é identificar quais das soluções oferecidas são aderentes à situação atual do negócio do cliente. Nesse caso, o diagnóstico rápido vem acompanhado normalmente de uma proposta comercial. Já os diagnósticos pagos não são necessariamente uma pré-venda. Esse tipo de diagnósticos normalmente tem uma duração maior e a análise é mais profunda. Muitas empresas de consultoria incluem esse diagnóstico dentro do próprio projeto antes do início efetivo dos trabalhos. A precisão da prescrição nesse último tipo de diagnóstico é claramente maior que no caso anterior, no entanto tem o inconveniente do custo financeiro.

Qual diagnóstico contratar, presenciais ou remotos? Diagnósticos remotos normalmente são gratuitos e mais superficiais. Se sua empresa tem um tipo de negócio mais complexo como hospitais, indústrias ou empresas de logística, é muito provável que seja necessário um diagnóstico presencial para que detalhes operacionais não passem desapercebidos.

Qual diagnóstico contratar, auto-avaliação ou auditoria? Existem diagnósticos que são como auto-avaliações. Para empresas mais maduras que já possuem um conhecimento prévio sobre o tema e não terão dúvidas no preenchimento, esse pode ser o diagnóstico ideal por ser mais prático, rápido e geralmente estão disponíveis online, 24 horas por dia, 7 dias por semana. No outro extremo, podemos aplicar diagnósticos que são como auditorias. Nesse caso, um auditor/consultor passa por um extenso questionário e para todas as informações respondidas são solicitadas evidências que comprovem a resposta escolhida. A escolha desse tipo de diagnóstico depende do nível de confiança e da necessidade de comprovação do resultado do diagnóstico. Normalmente, diagnósticos nas características de auditoria são pagos, presenciais.

Qual diagnóstico contratar, qualitativos ou quantitativos? Os diagnósticos podem ser mais voltados para o resultado ou para as práticas. Na nossa analogia com a medicina seria a diferença entre avaliar a situação do paciente apenas fazendo perguntas ou só por exames clínicos. Como na medicina, um exame completo precisa dos dois tipos de avaliação para dar um quadro preciso da situação do organismo.  O paralelo para isso, usando os termos da consultoria, seria o diagnóstico quantitativo, normalmente orientado para análise de resultados financeiros, ou qualitativo, voltado para avaliação de práticas da rotina diária. 

Qual diagnóstico contratar, generalista ou especialista? Seguindo nossa analogia com a área de saúde, muitas vezes é difícil escolher em qual especialista marcar sua consulta. Como o organismo é todo interligado, um problema percebido na visão pode estar relacionado com o sistema circulatório, certo? Na empresa funciona de maneira semelhante, problemas percebidos no aumento da necessidade de capital de giro podem estar relacionados aos elevados níveis de estoque que a empresa se propõe a carregar. Se você não é especialista a recomendação normalmente é ir a um clínico geral, certo? Da mesma maneira, na empresa é recomendado buscar a ajuda de uma consultoria voltada para gestão empresarial para a primeira avaliação. 

Como no caso dos seres humanos, é preferível precisar de mudar apenas alguns hábitos ao invés de passar por uma transformação radical, certo? Na Solverus, aplicamos todos os tipos de diagnósticos caracterizados nesse artigo, eles são voltados para avaliar indústrias de pequeno e médio porte. Seu objetivo é colocar a empresa em um nível de práticas ligadas ao Lean Manufacturing e que irá possibilitar a aplicação de tecnologias da indústria 4.0 como a inteligência artificial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares