5 características comuns das boas metas

5 características comuns das boas metas

Os sintomas mais comuns de problemas em relação ao estabelecimento de metas numa empresa são a improdutividade, a procrastinação (o deixar para amanhã) e a falta de motivação. E as suas consequências, muitas vezes, são percebidas como queda na lucratividade e insatisfação.

O objetivo deste artigo é esclarecer o que são as metas e porque é importante estabelecê-las e se você, empresário, percebe estes sintomas e/ou consequências no dia a dia do seu negócio, apesar de ver todo mundo trabalhando, não deve deixar de ler.

Assim como existe a diferença entre estar ocupado e ser produtivo, há que se diferenciar uma meta de um objetivo. Desta confusão conceitual podem advir indefinições que impossibilitarão alcançar os propósitos da organização.  De uma maneira bem simples o objetivo é o que você quer alcançar, enquanto as metas estipulam os passos e prazos para a realização deste objetivo. As metas resultam do desdobramento da visão da empresa, dentro do seu escopo de negócio e da ambiência do mercado. Mas, afinal, o que é meta?

Imagine que o diretor da empresa diga: “semestre que vem vou implantar novas ideias na equipe de vendas”, por exemplo. Parece vago, não é? Pois é. Uma boa meta deve ser formulada de maneira a ser precisa e direta e esta não tem tais características. Portanto, considere:

Meta = objetivo + valor + prazo.

Isto quer dizer que, para se elaborar uma boa meta estas três dimensões devem estar presentes na definição.

Um método de elaboração muito utilizado é o Meta S.M.A.R.T. Ele enumera as características essenciais de uma meta como sendo as seguintes:

S: Específica (Specific) – Uma meta é específica quando ela é clara e direta.

M: Mensurável (Measurable) – se a meta não pode ser medida, ela nunca será alcançada.  Se faz necessário, portanto, determinar um indicador.

A: Alcançável (Achievable) – a meta não deve ser nem muito difícil e nem muito fácil. Devem ser desafiadoras a ponto de instigar a busca pelo resultado e estar dentro de uma realidade possível.

R: Relevante (Relevant) – Uma boa meta é aquela que traz grandes propósitos à empresa.

T: Temporal (Time -bound) – As metas são passos de um planejamento e cada passo deve ter um prazo estipulado.

Para tornar isto mais claro, veja o exemplo de Meta S.M.A.R.T abaixo:

Aumentar 25% das vendas no setor masculino da loja de departamentos até 31 de Dezembro de 2018.

Nota-se que esta é uma meta específica, claramente alcançável, com um prazo pré-estabelecido e cujo alcance trará um benefício importante para a empresa. É assim que se faz.

Agora que você já sabe o que é uma meta e suas características, fica a questão: Por que estabelecer metas? A grande finalidade da meta é alinhar os esforços de todas as pessoas na empresa para alcançar um objetivo importante. Com metas, você tira a estratégia do papel, mas apenas se elas forem executadas. Por isso o controle das metas no dia-a-dia é fundamental. Assista o vídeo e veja como uma planilha Excel pode ser usada para registrar suas metas.

Se você quer a ajuda de um especialista na definição de metas para a sua empresa, entre em contato com a Solverus. Oferecemos suporte desde a tradução do objetivo estratégico em metas para a sua equipe até o controle dos planos de ação e indicadores nas reuniões gerenciais.  E tem mais, devido nossa expertise em Data Science, fazemos análises estatísticas em seu banco de dados, transformando dados brutos em conhecimento prático capaz de guiar a sua tomada de decisão.

Gostou do conteúdo e quer saber mais a respeito? Não perca as nossas próximas postagens sobre metas abordando como definir, como calcular, quando planejar, como acompanhar e sobre o uso de Ciência de Dados na definição de metas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shares